Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

Sistema DuctFIT®

O que são os dispositivos DuctFIT®?

DuctFIT® é um dispositivo patenteado que utiliza a tecnologia CAS para desinfecção contínua do ar e das superfícies dentro de qualquer espaço fechado, sem pausas, sem sombras e inócuo para seres humanos, animais e alimentos.

Como funciona a tecnologia DuctFIT®?

O dispositivo DuctFIT® converte as moléculas de água existentes naturalmente no meio ambiente, na forma de humidade, e transforma-as em peróxido de hidrogénio (H2O2).

As partícula de água são processada dentro do dispositivo DuctFIT® através de um processo de fotocatálise, produzindo um fluxo de iões de carga negativa de peróxido de hidrogénio que se espalha pelos espaços. Esses têm a capacidade de atrair vírus, bactérias e outros patogénicos e poluentes, oxidando-os e eliminando-os.

Desta forma, DuctFIT® não é um nebulizador ou vaporizador, não atuando como um spray.

É seguro para pessoas?

A utilização do DuctFIT® é totalmente compatível com a presença de pessoas nas zonas a serem desinfetadas, uma vez que não utiliza produtos químicos prejudiciais à saúde como ozono, cloro ou mesmo raios ultravioleta de incidência direta.

Por outro lado, a quantidade de H2O2 emitido está 50 a 100 vezes abaixo do limite do que é considerado inócuo para seres humanos, sendo, como tal, totalmente seguro.

Que patogénicos são eliminados pelo DuctFIT®?

A tecnologia foi testada e comprovada contra uma ampla variedade de elementos:
• Vírus
• Bactérias
• Ácaros
• Pólen
• Cheiros
• Fumo
• Compostos químicos (como formaldeído)
• Gases

Quais são vantagens de DuctFIT® em relação às outras soluções no mercado (ozono, luzes UV, etc)?

A tecnologia DuctFIT® é a única existente no mundo que garante a desinfeção contínua dos espaços enquanto eles são utilizados por pessoas.

As restantes soluções que são comprovadamente eficazes na eliminação de vírus e bactérias – ozono, luzes UV, pulverização – requerem a desocupação total dos espaços para sua utilização. Uma vez que os vírus em particular são transportados por humanos, nenhuma destas tecnologias pode garantir a contínua desinfeção dos espaços, mas apenas no ponto do tempo em que são utilizadas.

A tecnologia DuctFIT® para além de poder ser usada na presença de pessoas, permite a desinfeção total e continua dos espaços, sem pausas, sem sombras (ao contrário das luzes UV), sem necessidade de operador e sem molhar as superfícies.

Por que razão é a tecnologia DuctFIT® a mais avançada do mercado?

A tecnologia Enhanced Catalytic Oxidation (CAS) usada pelo DuctFIT® é baseada na tecnologia ECO desenvolvida originalmente na década de 1970 pela NASA, especialmente concebida para purificar o ar dentro da Estação Espacial.

Através de um longo processo de pesquisa e desenvolvimento, o fabricante da tecnologia CAS aperfeiçoou a solução ECO original, tornando-a na única tecnologia de ionização catalítica com capacidade para gerar iões com vida útil de vários minutos. Os iões gerados pelo CAS conseguem decompor os vários patogénicos e poluentes do ar e das superfícies

A tecnologia proprietária da DuctFIT® é certificada pela Certified Space Technology concedida pela Space Foundation num programa de Certificação Espacial criado em colaboração com a NASA.

Onde pode ser instalado DuctFIT®?

Os aparelhos DuctFIT® possuem formatos diferentes e podem ser instalados em condutas de ar existentes sem afetar o fluxo de ar ou utilizados independentemente dos sistemas de ar condicionado através dos dispositivos DuctFIT® móvel ou ou DuctFIT® parede, que dispõem de ventilador próprio e têm a mesma eficácia que o sistema de condutas.

Como foi testado?

O departamento de Microbiologia do Hospital Universitário Virgen de las Nieves de Granada (laboratório de referência de biossegurança nível P3 do Serviço de Saúde da Andaluzia), vinculado ao Ministério da Saúde da Espanha, realizou, em Maio de 2020, um estudo microbiológico com o sistema DuctFIT® para verificar sua eficácia antiviral contra o coronavírus, o enterovírus (que afeta o sistema digestivo e é um dos mais resistentes que existem) e o vírus influenza A H1N1.

O resultado do estudo, baseado na norma internacional ASTM E1053, assinado pelo Dr. José María Navarro, chefe do Departamento de Microbiologia e membro da comissão científica do COVID-19 do Governo da Andaluzia, concluiu que em seis horas o sistema DuctFIT® eliminou 100% do coronavírus, 99,75% do vírus H1N1 e reduziu o enterovírus em mais de 99,99%. Esta tecnologia é a única tecnologia de remoção de vírus que passou no exame de um laboratório de referência desse nível científico com vírus humanos.

A desinfecção é imediata?

A solução DuctFIT® começa a desinfetar imediatamente. Ela é projetada para funcionar com segurança e eficácia em espaços ocupados, que estão sujeitos a agressões contínuas nas suas superfícies ambientais. O DuctFIT® tema capacidade de diminuir os níveis de biocarga continuamente.

Onde já está instalado o sistema DuctFIT®?

O sistema DuctFIT® está atualmente instalado em mais de 28 milhões de metros quadrados de escritórios, escolas e centros de saúde, onde mais de 1,6 milhão de pessoas visitam, trabalham ou residem.

Hospitais, incluindo a Virgen de las Nieves de Granada, e multinacionais, empresas e hotéis em todo o mundo, como Bayer, Novartis, Inditex, H&M, El Corte Inglés, Hyatt, Intercontinental Group, Ferrari, Gestamp, Cisco, Tesla, Coca Cola , BBVA, HSBC ou Citibank já possuem o nosso produto.

Como é feita a manutenção dos aparelhos?

DuctFIT® é a única tecnologia que dispõe de uma APP para controlo e monitorização dos dispositivos, permitindo-nos saber a todo o momento o estado do equipamento, bem como automatizar o sistema ao nível de horários e períodos de funcionamento.

O sistema não utiliza consumíveis e não requer qualquer tipo de limpeza. A única operação da manutenção necessária é a substituição da célula fotocatalisadora uma vez por ano, uma operação que requer apenas cerca de 5 minutos.

A fotoionização também gera ozono?

As lâmpadas que usamos para a fotocatálise não são geradoras de ozono, como tal os nossos equipamentos não geram ozono nem qualquer outra substância prejudicial à saúde das pessoas.
O ozono também é um desinfetante, mas é incompatível com a presença de humanos ou seres vivos. Em doses inadequadas pode funcionar como um veneno.